• redacaosmartbusine

7 Passos para SALVAR uma empresa da falência


como salvar uma empresa da falência

Consultor especializado em estratégias de Marketing e Negócios para Micro e Pequenas Empresas lista 7 passos para tirar uma empresa do buraco e retomar o crescimento



Artigo Escrito por Leandro Olímpio:

Fundador e CEO da Olímpio Business Consultancy


Se você é empreendedor, com certeza já se deparou com a estatística de que um terço das micro e pequenas empresas fecha as portas antes mesmo de completar um ano de atividade, e que duas em quatro não chegam aos 5 anos.


Os motivos para uma empresa ter de fechar as portas podem ser muitos, mas aquele que considero como o principal fator é a ausência de percepção, por parte do empreendedor, de que algo não está dando certo, e que precisa de ajuda urgentemente.


Os sinais vão aparecendo ao longo dos dias, como por exemplo, baixa lucratividade, falta de fluxo de caixa, dificuldade em encontrar clientes, estratégias de marketing ineficazes, toda venda precisa passar por descontos, e as contas não fecham, é claro. Os sinais estão aí, mas você evita em olhar para eles, e continua acreditando que do dia para a noite as coisas vão melhorar como num passe de mágica, ou como resultado da série de vídeos motivacionais que você tem assistindo incansavelmente...


PARE, isso não vai acontecer, e a cada minuto vai se tornando mais difícil reverter a situação.


Pensando nisso, e na quantidade de empreendedores que estão lutando pela sobrevivência de seus negócios, principalmente no atual cenário que vivemos, decidi compilar neste artigo os 7 Passos que considero os mais importantes e que devem fazer parte de todo e qualquer plano de resgate empreendedor.


Antes de começar, vale dizer que este artigo não é direcionado apenas a micro, pequenos e médios empreendedores que estão com “barco afundando”, mas também a todos que estão iniciando sua jornada empreendedora, ou já está há algum tempo neste mercado, e devem ficar atentos para utilizar essas estratégias em momentos turbulentos nos negócios.

Vamos as dicas...

ACEITE QUE NÃO ESTÁ FUNCIONANDO

O primeiro passo pode até parecer o mais simples, mas nossa experiência aqui na consultoria tem me mostrado que este talvez seja o mais difícil de toda a lista. Infelizmente, o empreendedor, em muitos casos, tem grande dificuldade em aceitar que precisa de ajuda, e não acredita que seu produto ou serviço necessita de ajustes. Na verdade, ele sempre deposita nos outros as principais causas para o seu fracasso, como por exemplo, a concorrência, falta de qualidade e motivação da equipe, localização, falta de capital para investimentos, crise econômica, falta de apoio da família, entre outros. Neste caso, o ego e falta de experiência do empreendedor jogam contra, e mesmo diante de números, pesquisas, informações e feedbacks que apontem os principais problemas, você continua olhando apenas para o mais confortável e evita qualquer tipo de mudança que possa gerar algum desconforto ou trabalho extra. Assumir a responsabilidade pelo insucesso, e romper com este pensamento e a falsa sensação de conforto é o primeiro passo para começar a tirar sua empresa do buraco.


ENCONTRE O PROBLEMA

Posicionamento de mercado, precificação incorreta, baixa margem de lucros, inexperiência em estratégias de marketing e divulgação, ou ainda pior, seu produto ou serviço não é bom o suficiente para fidelizar clientes. Além disso, fatores externos como a entrada de novos concorrentes, ou hábitos e tendências que tenham surgido e deixado você fora do mercado, podem ser apenas alguns dos fatores que te levem a raiz do problema. Independente do motivo, o importante é você identifica-lo rapidamente, seja por meio de um profundo Estudo Mercadológico, com uma simples pesquisa de satisfação com seus clientes, ou mesmo em um bate papo bem sincero com seus funcionários e parceiros. Não perca tempo discutindo os efeitos que o problema tem provocado, foque em identificar a raiz, e posteriormente em quais os melhores caminhos para solucioná-la com eficácia e rentabilidade.




PARE A HEMORRAGIA

Durante este período é comum que a empresa precise fazer ajustes para manter-se aberta. Diferente do que muitos empreendedores tomam como primeira iniciativa, cortar pessoas nunca é o melhor caminho, pois além de refletir em gastos com demissões, você pode perder sua força de trabalho, e ter que retomar toda a jornada de contratações e treinamentos quando as coisas começarem a melhorar, o que representa mais investimentos e tempo. Esta solução é indicada apenas quando a mão de obra for ociosa, ou seja, que não acrescente no resultado dos negócios. Para iniciar, faça um relatório detalhado de todos os custos do negócio, e comece a identificar as possibilidades de economia (contas de água, luz, telefonia, internet, segurança, etc), as possibilidades de corte por completo (viagens, compra de equipamentos, reformas, etc), e as renegociações com fornecedores (parcelamento de boletos, congelamento, descontos, etc).


Estas simples ações já representarão uma pequena melhora na saúde financeira do negócio, onde em muitos casos, é o suficiente para dar fôlego durante o período de retomada com as ações estratégicas de marketing e publicidade, por exemplo.


ENTENDA SEU MERCADO E PÚBLICO ALVO

Quanto mais você conhecer o comportamento, desejos e tendências de consumo de seu público alvo, melhor será capaz de traçar as estratégias e ações para retomar o crescimento do negócio. Uma dica valiosa neste ponto pode ser identificar um nicho especifico, ou seja, uma fatia menor dentro de seu público alvo, mas que possua hábitos e necessidades bem característicos, e assim, apostar neste único público inicialmente. Este tipo de estratégia pode otimizar esforços e agilizar processos como vendas e marketing, o que é muito importante em momentos onde faltam recursos financeiros e tempo hábil para planejamentos e ações mais abrangentes.


CUIDE DO SEU POSICIONAMENTO

Qual a imagem que a sua empresa transmite ao cliente? Será que a sua percepção coincide com o que você está projetando ao mercado?


Quando um negócio está posicionado de forma incorreta, na verdade, ele está vendendo algo que não atende uma demanda daquele público especifico. É algo como vender um ventilador no Alaska, ou areia no deserto. Não significa que seu produto ou serviço é ruim, mas sim que você está direcionando seus esforços de venda para o público errado. Faça uma analise de mercado para entender quais as reais dores do seu consumidor, e se você tem a solução adequada para atendê-lo. Além disso, atente-se para o tipo de “fala” e canais que você utiliza para se comunicar com seu cliente. Por exemplo, para empresas que atuam no modelo B2B, o e-mail marketing com uma comunicação mais formal pode ser o melhor caminho para se conectar com potenciais clientes, enquanto para uma marca de Cervejas Artesanais B2C, as mídias sociais e fala mais informal com certeza representarão uma melhor oportunidade de relacionamento com o público alvo.


Em outros casos é comum identificarmos que a solução proposta pela empresa na verdade só faz sentido no papel, e não na pratica. Neste caso, mude o foco do seu negócio, encontre algo que atenda com excelência aquele público, ou ainda, retome para a fase de planejamento e organize melhor um novo posicionamento de negócio.


TENHA MAIS CANAIS DE VENDA

Amplie seus canais de vendas!


Um dos principais legados da pandemia para os negócios é a necessidade de não dependermos de apenas uma fonte para captação de clientes. Por exemplo, o que você faria se de repente o Instagram deixasse de existir? Se você acha que essa possibilidade é absurda, foi exatamente isso que aconteceu quando os restaurantes tiveram que fechar suas portas e o consumidor saiu das calçadas. Para aqueles que dependiam única e exclusivamente do tráfego em frente ao estabelecimento, a pandemia deixou efeitos devastadores no negócio. Para reagir ao cenário, iniciou-se uma corrida emergencial ao mundo digital. Nunca na história da internet houve tantos e-commerces e marketplaces sendo criados, ou investimentos em Google Adwords e Mídias Sociais, além da criação de aplicativos próprios, por exemplo. Nossa dica como consultoria é que você cria um plano de vendas calçado em estratégias online e off-line, sempre com foco em se conectar com seu público em ambientes que façam parte da rotina dele.


MÃO NA MASSA

Como vimos na dica número 3, cortar custos é um dos passos essenciais para a recuperação do se negócio. Por isso, dificilmente você poderá fazer investimentos para a contratação de pessoas ou serviços enquanto as contas não estiverem melhores. Sendo assim, prepare-se para colocar a mão na massa (literalmente). Hoje em dia, com o grande número de novas tecnologias e informações disponíveis gratuitamente na internet, você tem acesso a conteúdos de qualidade que podem te ajudar nessa empreitada. Por exemplo, se você não tem conhecimento sobre finanças, existem vários canais no Youtube, blog, sites, e influencers que disponibilizam materiais de excelente qualidade gratuitamente todos os dias. O único investimento real que você precisa fazer neste caso é criar tempo para aprender, e acima de tudo, interesse em expandir seus conhecimentos.


Diferente do que muitos “gurus” dos tempos modernos prometem em suas palestras motivadoras, apenas levantar cedo e continuar acreditando nos seus sonhos não vai tirar seu negócio do buraco e te colocar na próxima lista da Forbes.

Empreender é um desafio diário, uma jornada complexa de muitos erros, e alguns acertos que somados constroem uma rotina de vitórias e sucesso!


SOBRE A OLÍMPIO BUSINESS CONSULTANCY

A Olímpio Business Consultancy nasceu de uma equilibrada combinação de conhecimentos, metodologias, experiências e percepções que nos permitem coletar e analisar informações de Inteligência de Mercado para a geração de valiosos insights sobre produtos e consumidores dos mais diversos nichos de mercado, sempre com foco na criação de soluções estratégicas personalizadas nas áreas de Marketing e Negócios para a maximização de resultados em todos os âmbitos da sua empresa.


​Atuamos para identificar cenários, destacar oportunidades de crescimento, e traçar estratégias claras e objetivas para levar sua empresa ao próximo nível.


Mais do que um olhar de fora, somos uma extensão da sua empresa, oferecendo soluções estratégicas personalizadas como foco total no crescimento do seu negócio, independentemente de seu porte, segmento de atuação ou status, permitindo a construção de sólido legado de conhecimento e oportunidades para o seu crescimento economicamente sustentável.

Projetos Exclusivos para transformar conhecimento e experiência em resultados para o seu negócio

(11)97972-6590

novosnegocios.olimpio@gmail.com






Quer ler mais matérias como essa?

Deixe seu comentário e sugestões para produzirmos novos conteúdos especiais!

Fonte: Assessoria de Imprensa

Fale com a gente:

redacao.smartbusiness@gmail.com