• redacaosmartbusine

Arquiteta deixa emprego para faturar R$ 2,4 MI com coworking da saúde


Arquiteta deixa emprego para faturar R$ 2,4 MI com coworking da saúde

Empreendedora largou a estabilidade do funcionalismo público e investiu em negócio que já alcança faturamento milionário.




Muitas pessoas sonham em conquistar a estabilidade financeira que um cargo no serviço público pode lhes proporcionar. Não foi o que norteou a arquiteta Patrícia Del Gaizo, 53 anos, que durante 20 anos teve tranquilidade profissional e estabilidade financeira, e decidiu deixar essas garantias para iniciar a trajetória de empreendedora.


Desde o início de sua vida profissional, Patrícia sempre contou com uma boa remuneração, fruto da carreira no setor público, que iniciou em 1998. Com o salário conseguiu ter a tranquilidade para cuidar dos três filhos. Mas com o tempo percebeu que faltava alguma coisa. A empreendedora queria voar mais alto, sempre desejou ter algo seu, tornar-se uma empresária e criar um negócio inovador.


Deste anseio, nasceu a OPT.DOC, coworking de conceito inovador no mundo na área de saúde, que oferece equipamentos de ponta para médicos (otorrinos) e dentistas A empreendedora recorda que sempre teve o empreendedorismo nas veias. Quando tinha 16 anos conseguiu um emprego temporário em um shopping de São Paulo e, vendo os colegas sem terem tempo para o almoço, passou a vender sanduiches e salgados. Mais tarde, aos 19 anos, já na faculdade de arquitetura e trabalhando em uma empresa de Água Mineral, vendia copos de água para os fornecedores dos ambulantes de faróis.


Só em 1999, Patrícia abriu o próprio negócio de compra e venda de imóveis com reforma. Ela trabalhava como funcionária pública e atendia serviços de reforma sob demanda em casa. Essa experiência serviu de impulso para abrir depois o modelo de coworking da saúde.


O sonho de se tornar empreendedora nunca a abandonou, já com os filhos adultos, e a vida mais estabilizada, resolveu largar a função de agente fiscal de rendas da Secretaria da Fazenda de São Paulo para abrir o seu próprio empreendimento, a OPT.DOC.


Não foi fácil deixar a vida estável de funcionária pública para se aventurar, em plena pandemia, pelos caminhos instáveis do empreendedorismo. Patrícia contou com a ajuda dos amigos, parentes e se aproveitou de suas formações em arquitetura pelo Mackenzie, e pós-graduação em Marketing ESPM e Contabilidade pela FEA-USP para criar a OPT.DOC, em agosto de 2020.


A empreendedora tinha a seu favor a habilidade de lidar com os imóveis, e aproveitou um imóvel desocupado que tinha na Avenida República do Líbano, na capital Paulista, para transformá-lo no coworking de saúde OPT.DOC. “O local era perfeito para o atendimento dos médicos. A região já é a preferida por eles”, conta.


Antes de iniciar o negócio, conversou com os parentes e amigos médicos para entender o que eles precisavam e como seriam os seus consultórios ideais. “A ideia é que os profissionais não precisem se preocupar com a gestão e administração do consultório. Oferecemos tudo para que o profissional de saúde fique totalmente focado em atender seu paciente”, explica Patrícia.


A empreendedora investiu inicialmente R$ 4 milhões e agora está dando início a outra fase de investimento, no valor de R$ 20 milhões, que serão aplicados até julho de 2022, com o apoio de investidores, que viram, no modelo de consultório compartilhado, um negócio com grande potencial de crescimento. Na contramão do que acorreu com outros escritórios compartilhados, que sofreram um forte impacto com o isolamento social durante a pandemia da Covid-19, a OPTD.DOC registrou um bom desempenho. Muitos profissionais optaram pelo coworking de saúde como forma de minimizar investimentos e reduzir custos fixos, assim a OPT.DOC dobrou o número de clientes e a ocupação das salas.


Diante da perspectiva de que a demanda seguirá, mesmo com o controle da pandemia da COVID-19 a startup decidiu ampliar a operação com abertura de novas unidades e novas salas no espaço atual. “A tendência de compartilhamento de escritórios e consultórios é uma opção mais inteligente e adequada ao perfil atual do mundo do trabalho e da economia. Os profissionais não têm custo fixo, só pagam quando usam, têm acesso aos equipamentos de ponta, não se preocupam com a burocracia de ter um consultório, contam com uma equipe treinada e ainda fazem networking”, conta Patrícia.


A OPT.DOC conta hoje com oito salas-padrão e 12 especialmente formatadas para os dentistas. Oferece espaço, estrutura, equipamentos avançados, auxiliares treinadas e segurança. O empreendimento conta com uma clientela de mais de 300 médicos e dentistas. O valor de locação varia de acordo com os equipamentos utilizados e a especialidade. Neste valor, além da locação, ainda estão inclusos o trabalho de uma assistente de sala treinada pela OPT.DOC e serviço de recepção.


A OPT.DOC conta com uma infraestrutura e equipamentos de ponta, suprindo uma necessidade dos profissionais da área de saúde que buscam reduzir o custo na compra, atualização ou manutenção dos aparelhos, ou mesmo que não teriam acesso a equipamentos de última geração e de custo elevado.


No espaço, há ainda uma sala para cursos, vestiário médico, locker room (para que cada profissional guarde seus objetos e equipamentos quando não está com a sala alugada), conforto médico e espaço café. Para auxiliar as agendas dos profissionais, foi criada uma plataforma digital, que controla a utilização do coworking, além dos check in e check out dos médicos e dentistas até a agenda de salas e profissionais. O objetivo de Patrícia é fornecer todas as ferramentas necessárias para o profissional atender aos seus clientes sem preocupações.



Sobre OPT.DOC

A OPT.DOC é uma startup pioneira em coworking de saúde, que oferece consultórios modernos, através do sistema pay per use, para utilização nos períodos necessários às consultas, e que disponibiliza equipamentos de última geração, assistentes treinadas, serviços de atendimento aos pacientes e serviços administrativos. Fundada em julho de 2020 pela arquiteta e empreendedora Patrícia Del Gaizo Maia, a OPT.DOC foi projetada para oferecer todas as comodidades necessárias ao profissional da saúde e seus pacientes. São 20 consultórios cuja infraestrutura de apoio inclui espaços para realização de cursos práticos e teóricos, vestiário, café, fluxo digital e central de imagens, tudo pensado para agilizar os diagnósticos e promover uma nova experiência a médicos e pacientes. Site: https://optdoc.com.br/





Fonte: Assessoria de Imprensa

Fale com a gente:

redacao.smartbusiness@gmail.com