• redacaosmartbusine

Como se destacar em uma entrevista de Emprego


Como se destacar em uma entrevista de Emprego

Especialista em recrutamento aponta o que você deve fazer e não fazer para se destacar durante uma entrevista de emprego.



Artigo escrito por:

Debora Nesteruk (Especialista em Recrutamento)



Encontrar uma recolocação ou mesmo novos caminhos profissionais pode ser um processo árduo, que requer atenção e preparo - inclusive emocional - pois é uma atividade desgastante, onde o candidato ouvirá algumas negativas até encontrar o que realmente busca. Os processos seletivos são compostos por várias etapas que geralmente envolvem triagem de currículos, testes, entrevistas técnicas e comportamentais.


A entrevista costuma ser a etapa mais esperada, pois é nesta fase que o recrutador / entrevistador avalia se o candidato preenche ou não os requisitos necessários para ocupar a vaga. Por isso, a preparação para este momento é muito importante, já que pode ser decisivo para a continuidade no processo seletivo.


Um candidato bem preparado tem mais chances de ter um melhor desempenho em uma entrevista, pois provavelmente estará mais confiante para responder perguntas sobre sua trajetória profissional, vivências e expectativas, por exemplo.


Pensando nisso, preparamos um roteiro com valiosas dicas do que fazer e do que não fazer na ótica dos recrutadores para você se destacar em uma entrevista de emprego e conquistar a tão sonhada vaga.




Confira as dicas:


Pesquise sobre a empresa, seu negócio e mercado:

Isso te dará mais contexto e conhecimento sobre a empresa, seus valores, missão, visão e setor de atuação - o site Glassdoor pode ser uma boa referência para checar mais informações sobre a empresa.


Busque entender mais sobre a vaga oferecida e quais os principais requisitos:

Entender os requisitos imprescindíveis para a vaga específica poderá te ajudar a ter clareza sobre o que você precisará destacar durante a conversa.


Seja transparente quanto sua expectativa e objetivos profissionais futuros:

Esteja pronto para exprimir suas motivações, expectativas, objetivos futuros e os planos que tem para a sua carreira.


Fale de sua trajetória profissional com propriedade:

Essa é a sua história e ninguém melhor do que você mesmo para falar sobre sua trajetória. Esteja preparado para fazer uma linha temporal objetiva, mantendo o cuidado de destacar suas principais realizações em cada posição.


Seja honesto quanto às suas habilidades e conhecimentos:

Não minta sobre suas qualificações e experiências. Isso poderá ser comprovado posteriormente e você poderá ser prejudicado por declarar informações falsas. Honestidade, sempre!


Seja objetivo e assertivo em suas respostas:

Responda a todas as perguntas que lhe forem feitas de forma direta e assertiva, dependendo do contexto, poderão ser feitas algumas perguntas situacionais. Traga exemplos reais.


Mantenha uma postura profissional e positiva durante a entrevista:

É muito importante manter o foco e uma postura profissional durante a entrevista. Se a entrevista for presencial, apresente-se de forma condizente com o ambiente de trabalho. Se a entrevista for online, se atente às distrações e barulhos ao seu redor, além de manter a câmera fixa para o seu rosto.


Esteja preparado para falar de suas forças e áreas de melhoria:

É imprescindível que você se conheça bem o suficiente para explicitar suas forças e fraquezas. Muitos candidatos falham nesse tema por não terem autoconhecimento suficiente.


Esteja preparado para revelar sua faixa de expectativa de remuneração:

Muitas pessoas se sentem incomodadas com esta pergunta, mas a remuneração é um tema relevante e que faz parte do processo. Esteja aberto para falar da faixa salarial que procura com base em pesquisa de mercado (confira sites como Glassdoor, Indeed, Robert Ralf e outros), ou a que tem atualmente, se for o caso. Isso ajuda alinhar as expectativas e evitar frustrações ao final do processo, já que a maioria das empresas não divulgam o salário nas etapas iniciais da seleção.


Faça perguntas sobre a vaga e a empresa:

A entrevista é uma etapa de conhecimento mútuo, e você também precisa avaliar se a organização está alinhada com seus interesses e valores e se a vaga ofertada é realmente o que você procura.



O que não fazer em durante a entrevista

  • Evite reclamar excessivamente de seu atual empregador - isso pode causar uma má impressão e levantar dúvidas que provavelmente você não conseguirá esclarecer.

  • Falar de seus problemas pessoais - este não é o espaço para discutir questões e problemas pessoais, mantenha o profissionalismo.

  • Fugir das perguntas - não responder ou se esquivar de perguntas não irá te ajudar, ao contrário, deixará o entrevistador com dúvidas quanto ao que está tentando avaliar através da pergunta.

  • Dissertar muito sobre coisas que não foram perguntadas ou que não são relevantes - tenha cuidado para não desviar o foco do que realmente importa na conversa.

  • Ler o seu CV e/ou falar de forma decorada - o entrevistador provavelmente estará com o seu CV em mãos e já o terá lido antes da conversa. Uma fala decorada pode ser facilmente notada, demonstrando insegurança e falta de domínio do conteúdo.


Apesar de estas dicas ajudarem, sabemos que não há fórmulas prontas que garantam sucesso total, até porque os entrevistadores podem ter técnicas e estilos muito diferentes na condução de entrevistas. O recrutador sempre será uma ponte entre você e gestor, por isso tente estabelecer uma relação cordial inclusive ao receber um feedback negativo, pois além de não ser algo pessoal vocês poderão se encontrar futuramente em outros processos.


Quanto mais preparado para ter essa conversa você estiver, maiores serão as chances de brilhar, demonstrar seu potencial e avançar para a próxima etapa. Nem sempre haverá muitas chances de participar de uma entrevista, ou até mesmo de ter uma segunda chance no mesmo lugar, por isso é essencial aproveitar cada oportunidade que surgir.


Um excelente currículo com uma apresentação ruim será somente um documento vazio. Apesar dos conhecimentos técnicos contarem muito em uma avaliação, o potencial de desenvolvimento e as habilidades interpessoais às vezes são até mais importantes em uma tomada de decisão. Saber demonstrar seu potencial e versatilidade é uma arte que pode ser aprendida com autoconhecimento e algum treino, e isso pode fazer toda a diferença em uma decisão final.



Boa sorte!




Quer ler mais matérias como essa?

Deixe seu comentário e sugestões para produzirmos novos conteúdos especiais!

Fonte: Assessoria de Imprensa

Fale com a gente:

redacao.smartbusiness@gmail.com